Imóveis cada vez mais valorizados

É o bairro  que concentra o maior poderio econômico da cidade de São Paulo. Localizado na zona sul, e com base nos documentos da época do início de seu povoamento, o local composto por grandes chácaras teve como desbravadores  e primeiros moradores, imigrantes ingleses e alemães que acabavam de chegar ao país. Isso ainda no século XVIII.

A partir do loteamento de 184 alqueires inciado em 1913,  houve o início de sua ocupação propriamente dita.  Até 1920 o bairro contava com somente 4.000 habitantes.  Desenvolvimento para valer mesmo somente ocorreu a partir de 1960, quando por medida da Sub Prefeitura de Vila Mariana foram retirados os bondes, juntamente com a pavimentação  de várias ruas, depois transformadas em avenidas.

Modernidade arquitetônica e residências de alto luxo

Mercado imobiliário em constante crescimento em Moema

Com o vertiginoso crescimento do bairro, por força do alto poder aquisitivo de seus moradores,  o bairro nessa altura já promovido a distrito, passou a ser o celeiro de grupos industriais e a construção de um cem número de  edifícios, mansões etc. Hoje, sem dúvida nenhuma, Moema e grande parte dos bairros adjacentes  tem  um dos mais valorizados “metro quadrado”  de construção da cidade. E melhor ainda  para o mercado imobiliário que proporciona às  suas imobiliárias ótimo e constante  desempenho em seus negócios.   Para os investidores essa potencialidade é um prato cheio. Muitos deles que preferem não se arriscar em aplicações com alto grau de volatilidade, acabam optando pela compra de imóveis em Moema.

Museu de Arte Moderna

Em  decorrência desse progresso econômico  e da  característica  do bairro com  grande área de topografia plana, esses aspectos foram decisivos para que o bairro fosse escolhido para  a criação do Parque Ibirapuera, e as construções do Museu de Arte Moderna e Hospital do Servidor Público. Nosso guia ajudará você a encontrar as melhores imobiliárias na zona sul de SP.

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu